Respostas Sociais

R.A. - Residências Autónomas

A Resposta Social Residências Autónomas (R.A.), foi criada em 2013, e destina-se a alojar jovens e adultos com deficiência, de idade igual ou superior a 16 anos, que se encontrem impedidos temporária ou definitivamente de residir no seu meio familiar. Desta forma, o nosso trabalho cinge-se na capacitação dos nossos utentes para que, numa fase posterior, consigam prosseguir com o seu projeto de vida de uma forma orientada e estruturada.

As Residências Autónomas asseguram a prestação de um conjunto de serviços em função das necessidades dos utentes, nomeadamente:

a) Alojamento, alimentação e higiene pessoal e cuidados de imagem;

b) Tratamento de roupa pessoal e cama;

c) Vigilância durante vinte e quatro horas por dia, durante a sua permanência na “Residência Autónoma”;

d) Apoio e acompanhamento individualizado na assistência médica e de enfermagem;

e) Animação/Ocupação;

f) Transporte e acompanhamento ao exterior nas deslocações para estruturas de ensino, formação profissional, emprego protegido e acesso ao mercado normal de trabalho, participação em atividades de lazer, desportivas e outras;

g) Apoio efetivo da equipa técnica da Cercivar, visando a promoção do exercício da autonomia, numa ótica de corresponsabilização.

C.A.O. - Centro de Atividades Ocupacionais

O Centro de Atividades Ocupacionais apoia jovens e adultos com deficiência grave e profunda, com idade igual ou superior a 18 anos, nas áreas do desenvolvimento pessoal e social, cujas capacidades não permitam, temporária ou permanentemente, o exercício de uma atividade produtiva. Procura proporcionar bem-estar físico e emocional, promover a qualidade de vida, estimular competências e desenvolver condições para uma maior autonomia pessoal e ocupacional.

Serviços prestados:

- Atividades de Desenvolvimento Pessoal e Social : Grupo de Auto Representantes, Treino de Competências Pessoais e Sociais, Promoção Cognitiva

- Atividades da Vida Diária : auto-cuidado, mobilidade, alimentação, higiene pessoal, vestuário – vestir, despir, calçar

- Atividades Instrumentais de Vida Diária com vista à integração da pessoa na comunidade e gestão pessoal : limpar, cozinhar, ir às compras, utilizar transportes, utilizar o telemóvel, gerir dinheiro

- Atividades Terapêuticas : Fisioterapia, Hidroterapia na Piscina Municipal de Ovar, Sala de Snoezelen, Musicoterapia, Terapia Ocupacional

- Atividades Físicas Adaptadas : Atividade Física Adaptada no Ginásio ou Campo da Cercivar, Natação Adaptada na Piscina Municipal de Ovar, Participação em Competições de âmbito Desportivo (ANDDI)

- Atividades Pedagógicas e Ocupacionais : Educação Musical, Atelier de Expressão Plástica, Atelier de hortofloricultura, Atelier de costura e têxteis

- Apoio da terceira Pessoa : Administração Terapêutica, Alimentação, Higiene Pessoal e Cuidados de Saúde, Transporte

- Atividades Socio-Culturais : Saídas Lúdicas, Comemorações de datas Festivas, Aniversários, Troupe de Reis

- Atividades Socialmente Úteis através de protocolos de cooperação com empresas/serviços do Concelho de Ovar, nomeadamente a Yazaki Saltano, Sika e Aplicacritério, procura-se, inserir os Clientes numa realidade de trabalho. As atividades são desenvolvidas no espaço físico da Cercivar, mas permitem gradualmente sensibilizar a sociedade para a igualdade de oportunidades desta população, com vista a possibilidades de integração profissional

Legislação Aplicável: Decreto-Lei 18 de 1989; Despacho 52 de 1990; Portaria 432 de 2006; Circular de Orientação Técnica n.º 4 da DGSS (16/12/2014)

Equipa técnica:

- Psicólogo;

- Técnica de Serviço Social;

- Fisioterapeuta;

- Terapeuta Ocupacional;

- Professor de Atividade Física Adaptada;

- Professor de Música e Musicoterapia.

Monitores:

- Auxiliares;

- Pessoal administrativo, de limpeza, cozinha e transportes;

- Médico.

Horário de funcionamento:

De 2ª a 6 ª Feira das 09h00 – 17h00

Lar Residencial

A Resposta Social Lar Residencial, desenvolvida em equipamento, destinada a alojar jovens e adultos com deficiência, de idade igual ou superior a 16 anos, que se encontrem impedidos temporariamente ou definitivamente de residir no seu meio familiar, tem por fim promover e disponibilizar condições que contribuam para uma vida com qualidade e também deve proporcionar aos clientes a satisfação de todas as suas necessidades básicas.

Horário de funcionamento:

O lar residencial funciona de segunda a sexta-feira das 16h00 às 8h00, fins-de semana, feriados e pontes funciona 24h.

Destinatários:

Jovens e adultos com deficiência, de idade igual, ou superior a 16 anos, que se encontrem impedidos temporária ou definitivamente de residir no seu meio familiar, tem por fim promover e disponibilizar condições que contribuam para uma vida com qualidade e também deve proporcionar aos utentes a satisfação de todas as suas necessidades básicas.

Objetivo geral

Disponibilizar alojamento e apoio residencial permanente ou temporário, promovendo condições de vida e de ocupação que contribuam para o bem-estar e qualidade de vida adequadas às necessidades específicas dos utentes

Objetivos específicos:

- Promover estratégias de reforço de auto estima e da valorização e de autonomia pessoal e social;

- Assegurar condições de estabilidade aos utentess, reforçando a capacidade autonómica para a organização das atividades de vida diária;

- Privilegiar a integração com a família e com a comunidade, no sentido da respetiva integração social

Ponderações para admissão:

- Sem retaguarda familiar ou cujos familiares não os possam acolher, por período temporário ou definitivo; (30%)

- Cuja família necessite deste apoio em determinadas situações, tais como doença, férias, fins-de-semana e outras, devidamente justificadas; (10%)

- Frequentar centros de atividades ocupacionais, formação profissional ou emprego protegido; (15%)

- Os utentes admitidos deverão ter retaguarda institucional durante o dia. (20%)

Dcoumentos para inscrição:

- Cartão de utente do Serviço Nacional de Saúde ou de subsistemas a que o utente pertença;

- Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão do utente e do representante legal, quando necessário;

- Cartão de beneficiário da Segurança Social do utente e do representante legal, quando necessário;

- Comprovativo da Pensão de reforma e/ou outros rendimentos do utente (I.R.S.);

- Comprovativo das despesas fixas anuais (despesas com a aquisição de medicamentos de uso continuado; valor da renda de casa ou amortização bancária);

- Declaração médica referindo não sofrer de doença infecto-contagiosa ou outra que ponha em risco o bom funcionamento do serviço;

- Boletim de vacinas e Relatório Clínico sobre a situação de saúde, a medicação e respetiva posologia e quando houver uma doença específica, a indicação dos cuidados a ter, como colocar a necessidade de dieta alimentar, ou outros cuidados considerados necessários, desde que prescritos;

- Relatório Social, se acompanhado por técnico social de outro organismo;

Número de vagas totais e de vagas livres:

- Número de vagas totais é de 6 e de vagas livres é 0.

Lista de espera

- Caso não seja possível proceder à admissão por inexistência de vagas, o Coordenador da Resposta Social informa o utente, através de carta de que se encontra em lista de espera e a posição que o utente ocupa, no prazo de 15 dias úteis, a partir da data da inscrição. Os critérios para a retirada da lista de espera são:

a. anulação da inscrição por parte do utente/pessoa próxima;

b. anulação da inscrição por não respeitar os requisitos/condições de frequência da resposta social;

c. anulação da inscrição por em situação de existência de vaga, o utente não aceitar ingressar na resposta social.

Com a periodicidade semestral é feita a atualização da lista de espera.

166

Utentes Apoiados

74

Funcionários

45

Anos de Cercivar

Segurança social logo Instituto Segurança Social Logo POISE logo Portugal 2020 Logo União Europeia Logo IEFP Logo Ministério da Educação Logo Câmara Municipal de Ovar Logo Freguesia de Ovar Logo Freguesia de São João logo Freguesia da Arada Logo Freguesia de São Vicente Logo